Lídia Jorge Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura 2014

2014-11-27 15:30:35

Criado em 2006, com periodicidade bianual, o prémio tem como intenção distinguir a obra de um criador que incremente a comunicação e cooperação cultural entre os dois países.
O júri justificou a atribuição deste prémio, anteriormente entregue, entre outros, a Perfecto Quadrado, Siza Vieira e Carlos Saura, por Lídia Jorge conseguir “criar uma relação e vínculo de união entre Portugal e Espanha através da sua contribuição para o conhecimento mútuo de ambos os países e, também, pelo valor da sua obra literária, que aborda algumas das questões fundamentais do nosso tempo”.
Lídia Jorge, de quem a Dom Quixote publicou, recentemente, o romance Os Memoráveis, nasceu em 1946, no Algarve. Já foi distinguida com alguns dos mais importantes prémio literários, nacionais e estrangeiros: Prémio Dom Dinis; Prémio PEN Clube; Prémio Máxima de Literatura; Prémio Bordallo de Literatura da Casa da Imprensa; Grande Prémio de Romance de Novela da APE; Prémio Jean Monet de Literatura Europeia; Prémio Charles Bisset; Prémio Albatros, da Fundação Günter Grass.
Em 2013, recorde-se, Lídia Jorge foi classificada pela prestigiada revista francesa Le Magazine Littéraire como uma das “10 grandes vozes da literatura europeia”.

Voltar